terça-feira, 24 de abril de 2012

Politíca e desigualdade social no Brasil

Tênis de marca, rico tem, pobre também! 

Tv a cabo, rico tem, pobre também! 

Acesso a alimentação rico tem, pobre também!

Mesmo sendo do Paraguai, gato, arroz e carne de terceira. 

Mas pobre também tem, se tem, onde está a desigualdade? 

Com certeza não somente nas coisas e em suas qualidades. Mas também se encontram nas diferenças entre escolas públicas e privadas, no descaso com o sistema de saúde, na falta de investimento em segurança, transporte, saneamento básico e na cultura; Pois se investe milhões todos os anos no carnaval, uma cultura dita de massa, que não trás benefícios futuros para todos, enquanto falta investimento no incentivo do esporte, cultura e lazer para os jovens.



A desigualdade não se limita a má distribuição de renda, por causa de uma administração desestruturada moralmente. Mas vai além das fronteiras da ética. Pois para organizar um sistema onde a maioria das leis não saem do papel e quando saem não tem fiscalização adequada, para que se cumpram. É necessário se fazer extinta a desigualdade, que não é um mal contemporâneo, ela surgiu a muito tempo atrás. Dês de quando acharam que o Brasil era terra de ninguém. Ela veio em caravelas portuguesas, lado a lado com a corrupção, pois são mais de 500 anos de exploração. Antes roubavam ouro em santos de pau oco, hoje dinheiro publico anda em cueca de colarinho branco. 



Na bandeira o lema é "Ordem e Progresso". Mas como haverá progresso se não existe ordem?  

E se alguma ordem existe, ela trabalha pouco, assim como os representantes deste país, que dele muito usufruem. Porém pouco contribuem para o seu bem. Como cidadão anseio por igualdade e no silêncio das minhas palavras, existe um grito de indignação, pois ainda acredito em um futuro melhor para esta nação.


"Viva a democracia"


Um comentário: